É Natal…

É Natal novamente e isso induz no ser humano um romantismo, uma generosidade, uma afetuosidade que deveria estar presente os 365 dias do ano… certo? Bom, não está. E, em sendo assim, aproveito a deixa para postar aqui uma poesia que me acompanha sempre, de Olavo Bilac — Ouvir Estrelas.

Eu desejo a todos vocês, leitores do blog, amigos, família, que todos tenham mais tempo no ano que nasce… mais tempo para ouvir estrelas como nosso amigo Bilac. 🙂

OUVIR ESTRELAS

Olavo Bilac

“Ora (direis) ouvir estrelas! Certo
perdeste o senso!” E eu vos direi, no entanto,
que, para ouvi-las, muitas vezes desperto
e abro as janelas, pálido de espanto…

E conversamos toda a noite, enquanto
a via-láctea, como um pálio aberto,
cintila. E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,
inda as procuro pelo céu deserto.

Direis agora: ” Tresloucado amigo!
Que conversas com elas? Que sentido
tem o que dizem, quando estão contigo?”

E eu vos direi: Amai para entendê-las!
Pois só quem ama pode ter ouvido
capaz de ouvir e de entender estrelas”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s