O que eu li em 2009

2009 terminou e eu nem comentei sobre o ano, né? Bom, primeiro de tudo: o tempo está passando mais depressa ou é impressão minha, hein gentem? Fala sério! Depois que a minha filha nasceu, parece que eu simplesmente não tenho tempo pra NADA! Ai, e eu morro de inveja das meninas dos blogs que têm tempo pra fazer as unhas e ainda tirar foto do esmalte da semana! Ui! Como eu queria…

Bom, entre tapas e beijos vocês já sabem que eu finalmente consegui ir ao cinema (fui ver AVATAR). Digo finalmente porque eu não ia ao cinema desde meu oitavo mês de gravidez e a Belah já fez 1 ano e 2 meses… têm noção? Dá pra encarar? As meninas no trabalho dizem que eu sou o melhor anticoncepcional que já inventaram – 15 minutos me ouvindo falar sobre as agruras de minha vida de mãe fresca e pronto, todo mundo desiste de ter filho… rs…

Não é pra tanto, vai? Meninas, vocês sabem que eu AMO a minha fofucha… só que dá trabalho, é isso. E eu não escondo o jogo: perguntou, eu respondo! 🙂

Bom, mas voltando ao ano de 2009, eu queria fazer uma retrospectiva do que eu li e gostei, beleza? Vamos começar pelo hit do momento – Twilight (ou Crepúsculo, como queiram). Excelente passatempo, realmente bom. Tem ação, aventura. É meloso? Sim é: mas qual história de amor romântico não seria, não é mesmo? Tem gente que diz que é muito teen. Bom, eu li os 4 livros, no original em inglês, em menos de mês e meio. E olha que a Belah não dorme antes das 11 da noite. Ou seja, a história prende a atenção e é pra isso que serve um livro em primeira instância, certo? Bom, nota 8 para a série Twilight. Eu vi o filme homônimo, e devo dizer que não gostei. Não vi Lua Nova ainda, porque não pago pra ver filme sessão da tarde (ou pelo menos tento não cair nessa). Mas quando sair na TV a cabo vou verificar se melhoraram depois que a saga ganhou mais “evidência”.

Marley e Eu… gostei. Não tem tanta ação, tem horas que eu quis desistir, mas aí o cachorro fazia uma estrepolia nova, eu me mijava de rir, e continuava lendo. E acabei me emocionando. Só quem já teve um animal de estimação como membro da família pode entender as emoções no livro. E rir e chorar junto. Nota 9 pro Marley. Já o filme: esqueçam. Uma droga sem tamanho, não vou nem comentar.

Bem-aventurados os Pobres de Espírito, romance psicografado de J.W. Rochester. Como todos os outros livros deste autor espiritual que eu já li (e olha que eu devo ter lido uns 30 livros dele já), excelente. Boa trama, nada de ficar “doutrinando” o leitor ou coisa parecida. Adoro Rochester também porque seus romances se passam geralmente no velho mundo, e eu gosto das citações históricas, de verificar os costumes de época, as roupas que ele descreve, enfim, eu sou suspeita. Dou nota 9 pra esse aqui também.

As Intrépidas Aventuras de um Jovem Executivo. Gentem, eu não curto muito livros sobre gerenciamento, carreira, essas coisas. A grande maioria desse tipo de livro que já caiu em minhas mãos não tinha nada de realmente útil e prático (para mim, pelo menos). Mas esse aqui é um livro diferente. Primeiro que ele é diagramado como um gibi, um mangá. Segundo que ele foi escrito para ser muito parecido com um mangá, inclusive com personagens de origem oriental. E a mensagem é ótima, tem uns insights super bons e é pura diversão de ler. Devorei em menos de uma hora. Nota 10 para ele porque, para o que se propõe, foi direto ao ponto e foi muito efetivo.

A Neta da Maharani. Alguém leu Paixão Índia? Então, esse livro que eu estou lendo (ainda não terminei, mas estou no final) conta a história da neta da Princesa de Kapurthala, Anita Delgado. Em Paixão Índia, você conhece a história da bailarina espanhola Anita Delgado, de como ela conheceu seu marido de origem indiana, e de como tornou-se princesa. É uma história verdadeira e muito, muito bonita. Vale à pena ler. Vai daí que no ano passado eu vi esse outro na livraria, e verifiquei que se tratava da história da neta da Maharani Anita Delgado. Comprei na hora, né? Mas vou dizer que o livro só ficou bom mesmo do meio pro final. O início tem muita coisa que eu já conhecia por conta do outro e tornou-se um pouco cansativo. Mas agora estou gostando bastante. Por enquanto, nota 8 pra ele. 

Bom, que eu me lembre, foi isso. Li pouco esse ano que passou. Com um bebê novinho em casa e tudo mais, foi difícil colocar a leitura em dia. Mas ficam as dicas. Feliz 2010 e boa leitura!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s