Privacidade de mãe

Quando você se torna mãe, muita coisa na sua vida muda. A começar pelo corpo – barriga, seios, quadril, coxas… durante a gravidez tudo isso ganha uma dimensão nunca-d’antes-vista. Depois, se você amamentar a cada duas horas como eu fiz, provavelmente perderá peso bem rápido. Mesmo porque você está tão exausta que a única coisa que te interessa é dormir. E isso também é errado porque, sem uma boa dieta, com muito líquido, seu leite vai secar. Ou seja, não tem para onde correr minha querida: você vai ficar um lixo durante uns bons meses.

Depois o bebezinho vai crescendo, crescendo… e de repente está com 80 cm de altura andando atrás de você pela casa inteira. Você não tem mais momentos, digamos, íntimos. Abraçou o marido? Tá lá o pequenino (ou pequenina) olhando vocês com uma cara de “ué, o que tá acontecendo aqui? Não sou eu o centro do universo?” geralmente seguida de bracinhos estendidos para o ar para que você o pegue no colo. Se for beijar, é melhor que seja um beijinho rápido, porque se demorar mais de 10 segundos agarrada ao maridão, o pequerrucho irá, inevitavelmente, agarrar suas pernas e tentar entrar no meio. E você vai achar a coisa mais fofa.

Ainda no quesito intimidades, tente ir ao banheiro sem seu reizinho ou princesinha. Conseguiu? Parabéns! Não deu certo? Ele te seguiu, foi? Você fechou a porta e ele esmurrou e berrou do lado de fora ao ponto de você não conseguir completar o “trabalho”? Tudo bem, bem-vinda ao clube.

[Belah, entrando no banheiro atrás de mim] – Cocô… cocô…

[eu, já rindo] – Não amor, mamãe vai fazer xixi só…

[Belah, fazendo biquinho] – Shhhhhhhhh… (sonoplastia para xixi, tá gentem?)

[Belah, dirigindo-se ao papel higiênico] – Pé, pé…

[eu, tirando as mãozinhas insistentes do papel higiênico que ela teima em desenrolar] – Não, Belah… assim não. Mamãe já vai usar o papel higiênico, calma.

Ela ri, e põe as duas mãozinhas no meio das pernas, como se estivesse ela mesma usando o papel higiênico.

[eu] – Isso mesmo, o papel é pra limpar.

Com muito cuidado então você tenta destacar o papel higiênico, dobrá-lo, utilizá-lo e vestir as calças sem que seu rebento entre no box, amasse o sabonete, abra o gaveteiro debaixo da pia, beba o xampoo, levante a tampa e enfie a cara (ou as mãos) dentro do vaso sanitário… e por aí vai. Depois, você lava as suas mãos e as do pequeno, porque ele já botou a mão em tudo e você repetiu a palavra NÃO umas 50 milhões de vezes.

No final das contas você sai de mão dada com ele do banheiro, e ele se solta e sai correndo para a sala para anunciar o que você acaba de fazer a todos os presentes:

Shhhhhhhhhh…

Ou seja, no more privacy for you.

Anúncios

Um pensamento sobre “Privacidade de mãe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s