Dia das Mães especial

Todo ogro tem seu lado romântico...

Meu presente de dia das mães foi, no mínimo, surreal. Mas, vamos começar pelo começo. Quem tem criança pequena em casa sabe que sair é sempre um “parto”. Tem que dar a comida, vestir, arrumar a bolsa com fralda e outros tantos apetrechos. Daí veste o pequerrucho, põe na cadeirinha do carro, coloca o carrinho no porta-malas… ufa! É um sufoco… e se seu bebê não mama como a minha Belah, pior ainda. Você tem, no máximo, 3 horinhas de intervalo entre uma refeição e outra pra sair e voltar.

Bem, domingo fizemos tudo isso. Diego queria que eu fosse ao shopping comprar meu presente de dia das mães.

[eu, dirigindo] – O que eu vou ganhar?

[Diego] – Mil reais.

[eu, felizinha da silva] – Eba! Vai depositar na minha conta?

[Diego] – Não, senhora. Você vai ao shopping pra gastar isso no que você quiser.

[eu, forçando a barra] – Tem margem de erro?

[Diego, rindo] – Tem sim, mil reais é o máximo. Nem um centavo a mais.

[eu, fazendo muxoxo] – Poxa… achei que tinha aí uns 10, 20 por cento pra mais ou pra menos…

Bom, vai daí que já estávamos em Moema, nos dirigindo ao Ibirapuera. Começamos uma conversa séria, a respeito de compras que se faz para os próprios filhos.

[Diego, em seu pior pesadelo] – Quero só ver essa menina me pedindo bolsas Prada, calçados Chanel e outras coisas absurdas…

[eu, filosofando] – Reze para que você tenha dinheiro pra comprar, e negue somente por uma questão de lição a ser aprendida. Do tipo, você dá um porquinho pra ela e diz que vai dobrar tudo que ela conseguir economizar pra comprar a tal da bolsa… já pensou? Assim ela aprende o valor do dinheiro, a importância de poupar… Pensa bem, deve ser bem melhor do que ter que dizer não simplesmente porque você não tem grana pra bancar um luxo desses…

E eu continuei filosofando, achando aquilo tudo de grande interesse para o futuro econômico da minha filha e seu aprendizado sobre finanças, quando, sem mais nem menos:

[Diego, totalmente em outra “estação”] – Putz… preciso peidar.

[eu, horrorizada] – Diego… como assim?!?

[Diego, rindo a valer] – Ué… já pensou se eu peidasse aqui e ficasse quieto como se nada tivesse acontecido? To falando que eu preciso peidar, ué. Quando você estacionar eu saio e peido…

  • Presente super especial de dia das mães: mil reais
  • Presente efetivamente gasto no shopping: 500 contos
  • Seu marido bancando o ogro no meio do processo: não tem preço.

É… tem coisas que nem MasterCard faz por você.

Anúncios

4 pensamentos sobre “Dia das Mães especial

    • Merit! Quanto tempo irmãzinha! Como você está? Espero que estejam todos bem por aí. E obrigada pelo comentário viu? Eu fico muito contente de saber que contribuo, nem que seja um pouquinho, para a felicidade alheia… 😉

  1. Ai, Sarah… tudo bem que a cena foi triste, mas não precisava contar pra todo mundo, né? 😀
    Fala a verdade, foi vingança…

    • Ahahahahaha… não, não… eu falei pra ele na hora que isso ia acabar no blog, e ele riu a valer. Disse que vai começar a cobrar royalties.
      O negócio é o seguinte minha amiga: ria de suas “mazelas”, sempre. Assim a vida fica muito, mas muito mais leve e divertida, viu? Beijocas. 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s