Ando sonhando coisas estranhas

Bom quem lê este blog sabe que eu sou o tipo nerd-esotérica-médium. E dentro desse contexto, me sinto no direito de compartilhar com vocês alguns de meus sonhos recentes. Mas devo avisar antes que eles não são nada legais, ok?

E a onda veio…

O primeiro deles ocorreu na noite de quarta para quinta-feira da semana passada. Estava eu à beira-mar – sentia que era algum local como Jacarta ou Vietnã. Me sentia novinha, pré-adolescente. Via minhas mãos, braços, pernas… era moreninha e magra. Estava descalça. Era uma aldeia de pescadores, todas as crianças, assim como eu, eram magricelas, tinham os olhos puxados e cabelos escuros e lisos. Me aproximei de uma choupana, onde havia um cachorro preto e branco que logo enroscou-se em minhas pernas. Fiz-lhe carinho atrás das orelhas e no pescoço.

Depois, alguém (minha mãe?) chamou-me pelo nome e eu entrei. Era uma choupana pobre, mas que tinha tudo de essencial – local para dormir e para cozinhar. A senhora que me chamara pediu-me algo, eu reclamei, mas saí para fazer o que ela pedira. Quando estava na porta da choupana, olhei no horizonte e vi uma enorme onda vindo em nossa direção. Aquela onda gigantesca explodiu sobre a praia e arrasou tudo, inclusive eu. Tudo escureceu. Não vi mais nada.

Acordei imediatamente, mas não senti medo nem nada. Estava com um sentimento estranho de paz. Dormi logo em seguida.

No Brasil

Na noite seguinte, estava eu na laje de um comércio… parecia um bar de três andares. Era um local simples, desses que se vê nas cidades do interior centro-sul do Brasil. O chão, de terra batida e vermelha levantava poeira quando passavam charretes ou mesmo um ou outro automóvel (vi uma kombi ano 1900-e-guaraná-de-rolha, e um Corcel azul desbotado igualmente velho). Estava eu no terceiro andar do bar, que tinha um terraço, observando quatro pessoas que jogavam cartas sentados à uma das mesas. Eles não me viam – eu estava ali espiritualmente.

De repente, vi pânico nos olhos de todos (o bar estava cheio) e sopraram-me ao ouvido “olhe em volta”. Eu flutuei mais acima, e vi que tudo estava cheio d’água. A água chegava exatamente ao terceiro andar do bar, ou seja, pelo menos 6 metros acima do piso da rua. A água era barrenta, e eu via pessoas, animais, árvores, telhados, madeira… tudo boiando. Acordei de novo. Desta vez sentia certo aperto no peito. Mesmo assim dormi de novo sem muitos problemas.

New York, New York

Passei três noites sem sonhar com nada parecido. Mas, de segunda para terça-feira desta semana novamente sonhei algo. Eu estava como que numa base aérea (flutuante). Olhava através de um vidro curvo e extremamente transparente (só sabia que o vidro estava ali porque apoiava as palmas das mãos nele). Eu via nitidamente a costa leste dos Estados Unidos – mais precisamente, a região do estado de New York. Muito rapidamente, o mar subiu. Tudo desapareceu sob as águas revoltas de um mar que parecia em tempestade. Apenas o topo de uns poucos edifícios da ilha de Manhattan ficaram sobre a superfície da água.

A estação aérea movimentou-se lentamente, descendo no mapa, e eu vi a região do Mar do Caribe. O mar havia engolido tudo, todas as ilhas, incluindo o estado da Florida. A região do Triângulo das Bermudas tornara-se um imenso rodamoinho no oceano, sugando a água vertiginosamente para dentro de si, como na batalha do filme Piratas do Caribe III. Me alarmei. Alguém soprou no meu ouvido “calma, preciso te mostrar mais”.

Instantaneamente eu estava dentro de uma caverna, flutuando há mais ou menos um metro e meio do chão. Via quatro vultos de homo sapiens sentados em volta de uma fogueira, dentro da caverna. E veio a explicação “Está vendo? O conhecimento que eles têm será necessário no mundo atual, pois o mundo voltará a isso”.

Acordei. E não sonhei com mais nada desde então.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Ando sonhando coisas estranhas

  1. Querida Sarah

    Tenho tido sonhos semelhantes que podem ser um vilumbre do que poderá acontecer em 2012 ou ane antes, quando país se repartirão por fendas gigantescas, águas destruirão cidades e uma renovaçao do planeta acontecerá

    Esperemos em Deus que tudo seja aceito e bem conduzido.

    Pode me dizer qual centro está frequentando?

    Fiquei curiosa lendo seus posts.

    Beijos

    MERIT RABANÉS

    • Irmãzinha! Pois é, eu acho que várias pessoas devem estar passando por algo semelhante. Por isso resolvi compartilhar. O centro que eu frequento fica aqui no Itaim, é a Tenda de Umbanda Sagrada Casa do Pai Benedito. Temos giras todas as quintas, e dia 18 agora teremos a festa da linha de trabalho do orixá Oxumaré, representando a renovação. Venha nos visitar, se puder. 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s