Moses supposes his toesies are roses…

No domingo fomos, eu, Diego e Belah, almoçar num restaurante aqui perto de casa. O restaurante tem várias TVs, que naquele dia estavam exibindo uma coletânea de vídeos antigos. De repente aparece Gene Kelly em sua mágica seqüência de Singin’ in the Rain:

E Belah fica como que estática, achando o máximo alguém dançando embaixo de toda aquela água. E comentou aquilo o resto do dia, até que eu perguntei se ela queria ver o moço dançando na chuva. E é claro que ela queria, né?

Peguei o DVD em casa e coloquei para tocar. E ela sentou-se no tapete e ficou como que hipnotizada, vendo o filme desde o começo. A cada moça que aparecia, ela dizia: “Que indo! Óia o vitido dela!”. Ou então: “Que indo! Óia o papato dela!”… e assim foi. Detalhe: o filme todo em inglês porque o DVD que eu tenho só tem áudio em inglês e espanhol.

A cada cena de dança e canto, ela se maravilhava, levantava, dançava junto. Falou durante o filme todo, comentários mil sobre sapatos, vestidos, chapéus. E por fim a cena que ela mais amou e me fez repetir mais de vinte vezes desde então – Gene Kelly sapateando na cena da aula de dicção:

Nessa parte ela simplesmente vai à loucura – bate os pezinhos no chão, bate palmas, chacoalha o corpinho… é engraçadíssimo de se ver.

Mas, realmente, quem pode discordar dela, não é mesmo?

Eu sou suspeita, porque já disse que os filmes dos anos 50/60 são meus preferidos. Agora estou pensando em apresentá-la a Maria em The Sound of Music. Será que ela vai gostar tanto quanto? 😉

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s