Guardião

Eu cresci num ambiente que, em termos de religião, era uma verdadeira salada. Minha mãe não professava nenhuma religião em particular, sempre dizia que era “espiritualista” e nada mais. Tinha desde a Bíblia até o Livro dos Espíritos em casa, além de dezenas de romances mediúnicos. Assinava a revista Planeta, que traz temas controversos sobre os mais variados temas desde ecologia até o Santo Daime, e até Amaluz, uma revista do tipo new age que trazia inúmeras canalizações, inclusive de extra-terrestres falando sobre seus planetas natais e suas incursões ao planeta Terra.

E eu lia tudo, absolutamente tudo. E na minha cabeça de 13-15 anos, as histórias da Amaluz faziam mais sentido que as da Bíblia Católica, que para mim sempre foram uma alegoria para encobrir a realidade – contos necessários para um povo que, na época, não entenderia nada além daquilo. Para mim simplesmente não serviam. E até hoje é assim.

Também nunca fui muito adepta de dogmas. Para mim, tudo que é vazio de conteúdo e forçado goela abaixo não cola. E eu me rebelo automaticamente.

O Guardião

Nesse ambiente digamos, eclético, eu passei a infância fazendo xixi na cama porque tinha medo de ir ao banheiro. Via coisas no quarto. Vultos escuros, insetos, formas de animais estranhos, monstros. Portais se abriam embaixo da minha cama e uma procissão tenebrosa subia por eles e me faziam tremer de medo. Dormia à base de remédio tarja preta somente, até que minha mãe resolveu levar-me a um centro kardecista que abrira na rua de casa. Eu melhorei, mas ao invés de portais sob a cama, um vulto escuro envolto em longa capa negra com capuz se punha imóvel na parede do quarto aos meus pés. E ali ele ficava a noite toda – capuz abaixado, braços cruzados, imóvel. Às vezes eu percebia o brilho dos seus olhos, mais nada. Eu também tinha medo dele, e continuei fazendo xixi na cama.

Aos nove anos de idade um dos trabalhadores do centro foi até minha casa, e no meu quarto fez algum tipo de trabalho. Eu lembro dele segurando minhas mãos enquanto rezava de joelhos e olhos fechados. E eu me lembro de reclamar que havia um homem escuro no quarto. E ele me disse – “Nem tudo o que é escuro é ruim, Sarah. Ele é bom, deixe ele trabalhar.” Depois disso nunca mais o vi e nem fiz mais xixi na cama.

No entanto, continuei tendo inspirações instantâneas, vozes que me diziam vá por ali, ou não faça isso. A que mais me marcou foi num dia que me deu uma vontade louca de tirar todo o dinheiro da minha poupança (quem vê pensa que eram milhões…rs…) para comprar uma TV (14 polegadas) e um aparelho de som para o meu quarto. E assim eu fiz. Minha mãe achou um absurdo, mas eu nem liguei.

No dia seguinte, o então presidente Fernando Color de Melo bloqueou todas as contas-poupança no Brasil. E minha mãe me perguntou como eu sabia daquilo. E eu simplesmente não soube o que responder – fiquei tão boba quanto ela na ocasião.

Mas porque estou falando de tudo isso? Bom, porque hoje eu sei que o vulto no meu quarto era um Guardião destacado para cuidar de mim, me proteger contra ataques espirituais. Não sei quem era mas sou grata a ele pelas noites de vigília aos pés da minha cama.

Despertar

Hoje trabalho com esses mesmos guardiões e guardiãs, e vejo o quanto há de ignorância a seu respeito, de medo, de desconfiança. Quantos se acham acima deles simplesmente porque esses abnegados trabalhadores do astral resolveram servir a Deus onde ninguém quer estar, onde as fraquezas humanas são exibidas nuas e cruas, onde o mal reina e a justiça divina parece, repito, parece faltar. Sim, eles estão à nossa “esquerda”, ou seja, no pólo negativo da criação. E ali trabalham e servem, esses anjos de capa negra e capuz.

A eles eu rendo meu agradecimento hoje, ainda que tardio, e sempre.

Laroyê Exu! Exu é mojubá!

Laroyê Bombogira! Bombogira é mojubá!

Salve os guardiões de esquerda!

Àqueles que quiserem conhecê-los, advirto – não procurem na Internet. Há muita coisa sem nexo e sem um mínimo de fundamento por aí. Prefira ler alguns dos livros de Rubens Saraceni:

Com certeza você terá uma boa noção do que é ser um Guardião ou Guardiã de esquerda.

Guardião, gravura de Cláudio Gianfardoni

Mensagem do Guardião

Se a noite é escura, não te importe:
Carrego meu tridente ao teu lado,
sou teu braço forte!

Se a calúnia te chega, respira e esquece:
Minha capa te guarda,
se tua fé não fenece.

Se o vazio parece te engolir, não resista:
Tens meus braços a te amparar em tudo o que exista.

Mas lembra-te:

Para conservar-me ao teu lado tens de ter
Fé em Deus e Amor a Ele e a teus semelhantes,
Conhecimento renovado sobre Sua Lei e Sua Justiça, e
Evolução constante para que Geres sempre algo de bom.

Enquanto te mantiverdes neste caminho, eu te guardo e protejo.

E se por ventura caíres, não te importes:
Sou eu mesmo que te receberei na tua desventura,
e com disciplina redobrada mais uma vez hei de encaminhar-te ao caminho da Luz.

Assinado: teu Irmão Guardião nas Trevas

Anúncios

8 pensamentos sobre “Guardião

  1. Oi Sara! Eu salvei a foto do Guardião no meu computador.
    Seu texto é muito esclarecedor! Até o ano passado eu desconhecia e até temia os Exus, porque achava que era espíritos ruins.
    Hoje estudo a Umbanda por meio dos livros e vejo como é importante e nobre o trabalho dos guardiões.
    Outro dia eu pedi pela proteção deles, e tive provas de sua existência.

    Guardei sei site nos meus favoritos!

    Abraços,
    Ana Maria

    • A gravura que você gostou é do artista Cláudio Gianfardoni. Ele tem outras igualmente bonitas.
      Obrigada pela visita, e continue estudando!
      Um abraço,
      Sarah

  2. Parabéns pela bela e perfeita obra de arte. Visitei o site de Gianfardoni justamente para pesquisar mais sobre esta gravura, a do Guardião acima, pois gostaria de saber quais os significados dos sinais que ele pintou (o da frente do pescoço e o que esta acima, na testa). Me cuido espiritualmente há 2 anos e Eles são Espíritos de Luz que nos fortalecem e nos protegem.

  3. Sarah querida, boa noite!

    Meu nome é Hélio dos Santos Pessoa Júnior. Adorei teu blog, realmente formidável. Digo-te que encontrei tanta paz ao ler teu depoimento e também, na mensagem do Guardião. Parabéns querida, ainda não encontrei um blog como o teu, que me tocasse tanto. Adoro os Guardiões (Exus e Pomba Giras). Quanto aos livros do Rubens Saraceni, você tem toda a razão, são livros muito esclarecedores. Também recomendo para o pessoal os livros do Francisco Rivas neto – EXU – O GRANDE ARCANO. É um livro extremamente esclarecedor, bem como os do W. W. da Matta e Silva.

    Segue meu e-mail, caso queira entrar em contato

    heliojr9@hotmail.com

    Um abraço fraterno!

    Paz e luz em nome de Jesus, nosso Pai Oxalá!

    • Obrigada ela visita, Hélio.
      Só um parêntesis: este blog não compactua com a forma de se conduzir e muito menos com os “rituais” de Umbanda do Sr. Rivas Neto. Já tive contato com o conteúdo de seus livros e são, no mínimo, risíveis. Falta base, fundamento, e principalmente, ética naquilo que ele prega versus o que faz.
      Um bom exemplo é esta matéria publicada no blog do PDU – Portal de Defesa da Umbanda, já em 2009. Como este, existem dezenas de links e vídeos semelhantes na internet.
      Por tudo isso, acredito que o autor presta um desserviço à Umbanda Sagrada, e portanto o blog mantém-se fiel aos ensinamentos do Colégio Tradição de Magia Divina e do Colégio de Umbanda Sagrada Pai Benedito de Aruanda apenas.
      Volte sempre e continue estudando! 😉

  4. Oi Sarah primeiro quero lhe dizer que gosto muito do seu nome o por que?, trabalho com uma cigana que tem esse mesmo nome , gostaria de dizer-lhe que gostei de seu texto e também da mensagem do guardião , adoro os livros do Rubens Saraceni amei o Cavaleiro da Estrela Guia a saga continua e já li também o Guardião da Meia Noite ,adorei os dois só que estou tendo dificuldades para encontrar o primeiro livro do Cavaleiro da Estrela Guia podes me auxiliar , agradeço-lhe desde já obrigada .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s