O primeiro xixi no penico, a gente nunca esquece

Sábado, 11 da noite. Belah já estava no berço, mas começou a chamar “mamãe! mamãe!”.

Vou eu até o quarto ver o que rola:

[eu] – Fala Belah, o que você quer?

[Belah, já levantando] – Mamãe, dá um abaço?

[eu, tentando manter a pose de durona] – Belah, filha… tá na hora de dormir, não tá na hora de dar abraço, filha…

[Belah, já com cara de choro] – Mamãe, eu qué abaço…

[eu, abraçando sem tirá-la do berço] – Belah, mamãe tá abraçando, amor… mamãe tá abraçando, viu? Agora deita que o soninho já vem, deita…

[Belah, deitando] – Mamãe… qué fazê xixi no piniquinho…

[eu, já percebendo a enrolação] – Belah, você está de fralda, filha… faz xixi na fralda, anda…

[Belah, chorando] – Não, não! Qué fazê no piniquinho!

[eu, mais uma vez cedendo ao choro] – Tudo bem, vamos. Mas você vai fazer xixi naquele penico, Belah, entendeu?

Belah sorri e abraça meu pescoço, como quem diz, “enrolei essa minha mãe mais uma vez…”. Chegando ao banheiro, tira a calça, tira a fralda, e fica só com a blusinha do pijama. Belah sentou no peniquinho e ficou fazendo graça pra mim, me olhando de rabo de olho. Eu, que não sou boba (à despeito das provas citadas acima), sentei no chão, bem na saída do banheiro, porque senão ela levanta e sai correndo pelada antes que eu possa abrir a boca e chamá-la de volta.

E ela ficou ali, fazendo graça… e nada de xixi.

[eu, meio puta já] – Belah, fez xixi? Vamos filha, é pra você fazer xixi, não é pra ficar fazendo graça…

Belah então diz que fez xixi sim, e tenta colocar o dedinho entre as pernas.

[eu, segurando a mãozinha] – Não filha, não é assim. Levanta que a mamãe enxuga pra você.

Belah levantou-se, apoiou o braço no meu ombro, e abriu as perninhas pra que eu pudesse enxugá-la. Enquanto eu fazia o serviço, ela simplesmente aproveitou o apoio, levantou uma perninha e colocou o pezinho todo dentro do xixi no penico.

[eu, segurando a perna dela pra que não pisasse no chão com o pé cheio de xixi] – Belah! Filha, pra que você foi fazer isso filha?!?

[Belah, rindo] – Xixi…

[Eu, segurando pra não rir também] – Eu sei que é seu xixi, filha, mas não é pra por o pé… ou a mão, entendeu?

Bom, é claro que ela não entendeu. E é óbvio que eu tive que limpar tudo, inclusive o pé dela e tal.

Resumo da ópera, dormiu eram quase meia-noite.

Mas, pela primeira vez, Belah fez xixi no penico. Uhuuuu! 😀

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s