TPM… tocou, perguntou, morreu.

A diferença está na cara. É óbvia. Será?

Esses dias fomos almoçar eu e alguns colegas do trabalho. Éramos três moças e um único rapaz. Em meio ao papo normal de hora do almoço, surge o assunto “sobremesa”. Alguém vai pegar sobremeasa? E as meninas mais que depressa, não!

Eu, gorda, levanto e ponho num pratinho alguns morangos, pois prometi a mim mesma comer frutas de sobremesa. Mas, vai que o morango está meio azedinho, né? Acabei pegando duas colheradas generosas de chantilly e uma colher de doce de leite. Lá se foi minha promessa… 😦

Volto à mesa e o assunto passa a girar em torno dos doces, obviamente. E doce lembra o que? Chocolate. E chocolate lembra o que? TPM!

No meio de comentários do tipo “é inverno, por isso a gente come mais”, “eu não como muito chocolate, sou alérgica” ou “eu fico desesperada por doce”, nosso amigo sorri e larga a pérola:

– Eu tinha esquecido como é divertido almoçar só com as meninas… rs…

E nós três rimos de volta… fazer o quê?

Mas depois eu tive que dizer a ele que deve ser muito bom viver a vida linearmente, ao invés de ter de conviver com picos altos e baixos regulados sadicamente pelos seus hormônios. Sim, porque eu tenho certeza de que eles riem de mim enquanto eu sofro… malditos!

Na noite daquele mesmo dia vi o programa Alternativa Saúde, do GNT, dedicado ao assunto… TPM (essa meleca tá me perseguindo…). Não consegui ver tudo, mas achei interessante um médico antroposofista (alguém sabe o que é isso?) dizendo que quando a sociedade resguardava a mulher durante seu período menstrual não era por mera “ignorância”. O corpo feminino, durante esse período, fica infinitamente mais sensível, principalmente ao frio. A própria pele parece desenvolver terminações nervosas novas, ficando dolorida ao toque. Seios incham e dóem. Nós retemos muita água, e por isso precisamos colocar as pernas para cima de tempos em tempos. Dores de cabeça, sensibilidade extrema, necessidade de ingerir alimentos que supram, ao cérebro, elementos químicos mais necessários a este período, principalmente para produção de endorfinas… e daí a vontade louca de comer chocolate.

Deveríamos, segundo os especialistas, evitar comer alimentos gordurosos, ácidos, com temperos fortes, ou com sal. Viver uma vida tranqüila, fazendo exercícios físicos leves a moderados durante todo o mês, auxiliando a mente a sossegar e desestressar.

Agora, eu pergunto: meu, em que mundo esse povo vive?!?!

E last, but not least: qual seria o macho-man que suportaria tudo isso sorrindo, sem se abalar? Hein? Hein? Alguém se habilita?!?

Cricricricricricri

Ah, tá.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s