As Cartas de Cristo

Quando era pequena acreditava piamente na figura de Jesus Cristo. Mas não como a Igreja Católica pregava – eu sempre achei que ele havia sido um homem normal que conseguiu a iluminação em vida, porque essa era sua missão. Também pensava que nada daquilo que ele dissera tinha realmente sido compreendido pelos Judeus da época, e muito menos pelos critãos nas épocas seguintes.

Depois, mais velha, e tendo tido contato com a cultura judaica por muitos anos, percebi que realmente Jesus Cristo jamais poderia ter nascido do ventre de uma virgem, simplesmente porque sua mãe teria sido morta no instante em que descobrissem a gravidez. Também tive certeza, depois de tomar contato com alguns sites e um número bem grande de livros, que Jesus provavelmente nunca havia sido filho único, também pelo fato de que não seria aceitável uma coisa dessas naquela época. E também senti que ele deveria ter sido uma criança e um jovem normal, com suas brincadeiras, suas desavenças, seus defeitos e suas qualidades, até que sua viagem pelo deserto o levou ao contato com alguém ou alguma coisa que o modificou completamente. E por fim sempre tive certeza de que muito daquilo que dizem sobre ele e sobre seu Ministério era, na verdade, uma interpretação feita por seus discípulos – homens rudes, sem estudo, sem iluminação, e adeptos do Deus-Jeová punitivo da Judéia de então… ou seja, como homens assim poderiam realmente ter compreendido o que aquele homem iluminado dizia?

O fato de eu ver em Jesus um humano normal, nunca me fizeram descrer dele – muito pelo contrário: eu o admirava muito mais assim, nesse seu estado de pessoa mais próxma de nós e sempre me perguntei porque ele não escolhia um médium, como Chico Xavier talvez, para realmente passar sua mensagem ao mundo.

Pois bem. Há alguns dias atrás chegou a mim um boletim do site Somos Todos Um. O boletim trazia um post de seu fundador, Sergio Scabia, no qual ele se dizia encantado com um livro chamado “As Cartas de Cristo”.

Esse livro é uma coletânea de 9 cartas, enviadas por Jesus através de psicografia mediúnica, à uma senhora que foi preparada por ele próprio desde que ela fez seus votos para tornar-se freira. Fiquei mais impressionada ainda com o conteúdo das cartas por perceber que a médium era alguém que havia crescido e sido instruída para acreditar naquilo que está na Bíblia, e não na verdade que as cartas trazem.

Ler que Jesus foi alguém rebelde em sua juventude, que se comprazia em nada fazer, que vivia de bar em bar, junto aos alcoolizados e às prostitutas, mas fez muito feliz. Ler que sua mãe tinha vergonha dele, queria fazer dele o Messias, mas dentro das leis de Israel, e não segundo o Amor Universal manda, também me fez sorrir. Me senti assim porque, através deste exemplo, nós podemos perceber que a felicidade e a comunhão real com essa energia que nós chamamos Deus é possível a qualquer um que assim queira, sem distinção.

Li, em suas palavras, muitos dos conhecimentos herméticos que nos são passados através da Magia Divina – o mesmo conhecimento, descrito de outra maneira. Verifiquei que o Deus-Pai que ele pregava era exatamente aquele que mora no meu coração, e não esse Deus esquisito, punitivo e encolerizado, que as igrejas do mundo todo pregam por aí.

Suas palavras são, muitas vezes, difíceis de se compreender mas, ainda assim, eu as li e continuo lendo. Percebo que a cada passagem, minha mente se abre e eu vou percebendo coisas novas. Além disso, sinto-me estranhamente perto dele quando estou absorvida na leitura. É como se fosse uma conversa entre irmãos, e isso me deixa profundamente feliz. Faz-me querer melhorar, produzir, aprender, cada vez mais.

Então, a partir de hoje, eu também vou publicar as cartas aqui no blog. O Sergio está publicando-as no STUM, em um blog especial. E eu vou copiar o que estiver lá e postar aqui para vocês, assim mais pessoas terão acesso, acredito.

Leiam, deixem de lado os pré-conceitos, e vivam a verdadeira Boa-Nova do nosso irmão Jesus. Ele nos faz mais este chamado, e acredito que hoje temos mais condições de compreendê-lo, passados 2.000 anos de sua encarnação.

Se quiser adquirir o livro, é só clicar aqui.

Que assim seja. Adonai!

♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥

Carta 1 – Parte 1 – REFLEXÕES DIÁRIAS

(clique para ler no site do STUM)

Eu, o CRISTO, aproveito esta oportunidade para falar diretamente com VOCÊ.
Eu vim para retificar as interpretações errôneas de meus ensinamentos quando, conhecido como “Jesus”, estive na Palestina há dois mil anos.

Estas cartas estão sendo enviadas por meio de alguém que, durante os últimos quarenta anos, tem sido espiritualmente sensível e dedicada o suficiente para receber as minhas palavras e agir de acordo com elas.

Estas CARTAS SÃO A VERDADE.

Elas transcendem todas as doutrinas religiosas do mundo.

Estas CARTAS vão LIBERTAR você.

As Cartas são para todas as pessoas que buscam a razão da existência, o propósito de suas vidas, força para enfrentar a luta da vida, suportar dificuldades, doenças e desespero, e inspiração para aqueles que desejam alcançar mais consciência espiritual no dia a dia de suas vidas. Poderia se dizer que estas Cartas são um CURSO PARA SE TORNAR MESTRE, destinado àqueles que estão prontos para percorrer o caminho que trilhei quando estive na Terra, na Palestina.

Talvez você duvide de que estas palavras sejam verdadeiras. À medida que for lendo estas páginas e for se aprofundando nos fatos que estou explicando a respeito da existência e das origens da personalidade, você perceberá que esta verdade somente poderia vir da mais alta fonte.

Aqueles que tiverem dificuldade em compreender as CARTAS devem ler apenas uma página por vez, para então colocá-las de lado e meditar. Gradualmente, sua consciência absorverá o significado delas, uma vez que estas páginas são o elo entre sua consciência e minha consciência transcendente. Aproxime-se destas CARTAS com a mente livre de ideias, crenças e preconceitos, como uma criança pequena antes de ser doutrinada com a crença humana.

Traga-me a sua mente aberta, uma mente que busca e eu a preencherei com tesouros verdadeiros, o tesouro do mais alto conhecimento, o qual, ao ser absorvido, aliviará sua carga diária e conduzirá você até “os verdes pastos de brilhantíssima luz”, o que significará abundância, alegria, arrebatamento e preenchimento pleno de todas as suas necessidades. Você saberá como é sentir-se abundantemente abençoado com tudo o que existe mais além da sua compreensão humana.

Estas CARTAS são enviadas a todas as pessoas do mundo com todo meu amor e compaixão. Enquanto você as lê, sentirá o amor e a compaixão e vai perceber que suas lutas diárias com a existência nunca foram planejadas para você. Não há necessidade de experimentar a dor e a tensão quando você entende, absorve e pratica a VERDADE DA EXISTÊNCIA com constância.

Anúncios

18 pensamentos sobre “As Cartas de Cristo

  1. olá, gostaria muito de saber:
    em que dia, mes e ano, Jesus psicografou a carta?
    em qual cidade?
    qual pais ?
    e quem foi o intermediario ? nome, idade, e o que faz hoje em dia ?

    • Oi Bruno,

      Não sei se entendi bem o tom de seus questionamentos, mas… se você realmente quer saber mais sobre a autoria mediúnica das cartas, entre no site http://www.cartasdecristobrasil.com.br/. Lá você encontrará as informações que pergunta. Adianto que a médium em questão é uma freira, ordenada ainda jovem, e que começou a psicografar as cartas por volta dos 40 anos de idade. A história dela é bastante interessante.

      Um abraço e volte sempre! 😉

  2. Kin? Gostei do seu blog, com referencia a livros que ainda não conheci. Gostei também dos seus comentários sobre as Cartas de Cristo. Eu desejo a vc sucesso, e que sejas muito feliz! Um abraço! Vincent.

  3. Se puder me responder. Eu também acredito que ele existiu, mas nasceu de uma virgem teve parto normal, pode ter ficado com Maria Madalena, e não ressuscitou, mas apareceu em espirito.Isto segundo os livros código da Vinci ,Jesus, o divino amigo e O evangelho segundo jesus cristo de José Saramago. Pode passar seu e-mail que não acreditei quando ouvi alguém dizer que não acredita que ele nasceu de uma virgem , eu pensava que era o único que pensava assim.

    • Oi Gustavo,
      Eu creio que ele tenha existido mas que sua vida foi bem diferente desta que a bíblia conta. Aliás, existem infinitos mitos, como o de Hórus no Egito, que são exatamente iguais ao que a Bíblia conta sobre Jesus.
      Então, para mim, se ele chegou a encarnar aqui em nosso meio, foi um homem bom que tentou mostrar que as coisas do espírito são mais importantes que aquelas da matéria.
      E eu não sou a única… existem dezenas, centenas de pessoas que já acordaram pra isso há muito tempo… procure o blog da LAURA BOTELHO — Espaço, tempo e além (http://bloglaurabotelho.blogspot.com.br/), e dê uma pesquisada. Você vai gostar do que tem por lá!

    • Vocês acreditam que Jesus não existiu que ele não nasceu da virgem Maria e que ele não reencarnou vocês não sabem o pecado que vocês estão cometendo.

      • Boa noite, Rafael

        Acho que você não leu direito, nem entendeu os comentários.
        Mas uma coisa é certa: a palavra pecado não existe no meu dicionário.

        Obrigada e volte sempre!

  4. Algumas informações não condizem com os ensinamentos espiritas. veja bem, você falou que:
    “Ler que Jesus foi alguém rebelde em sua juventude, que se comprazia em nada fazer”

    No Livro dos Espiritos os espíritos respondem na pergunta 675 e 678:

    675. Por trabalho só se devem entender as ocupações materiais?

    “Não; o Espírito trabalha, assim como o corpo. Toda ocupação útil é trabalho.”

    678. Em os mundos mais aperfeiçoados, os homens se acham submetidos à mesma necessidade de trabalhar?

    “A natureza do trabalho está em relação com a natureza das necessidades. Quanto menos materiais são estas, menos material é o trabalho. Mas, não deduzais daí que o homem se conserve inativo e inútil. A ociosidade seria um suplício, em vez de ser um benefício.”

    Dizer que o espirito do nível Jesus se comprazia em nada fazer não faz sentido, uma vez que os espíritos deixaram bem claro ao dizer: “A ociosidade seria um suplício, em vez de ser um benefício.”

    Agora na questão 115, os espíritos respondem que uma criança rebelde permanece ignorante e imperfeita, dizer que Jesus era rebelde é totalmente inconcebível para o governador espiritual da Terra e da Via Láctea.
    115. a) Segundo isto, os Espíritos, na sua origem, se assemelham a crianças, ignorantes e sem experiência, mas adquirindo pouco a pouco os conhecimentos que lhes faltam, ao percorrer as diferentes fases da vida?

    — Sim, a comparação é justa: a criança rebelde permanece ignorante e imperfeita; seu menor ou maior aproveitamento depende da sua docilidade. Mas a vida do homem tem fim, enquanto a dos Espíritos se estende ao infinito.

    Para finalizar, a pergunta mais simples e bela do livro:

    625. Qual o tipo mais perfeito que Deus tem oferecido ao homem, para lhe servir de guia e modelo?

    “Jesus.”

    A.K.: Para o homem, Jesus constitui o tipo da perfeição moral a que a Humanidade pode aspirar na Terra. Deus no-lo oferece como o mais perfeito modelo e a doutrina que ensinou é a expressão mais pura da lei do Senhor, porque, sendo ele o mais puro de quantos têm aparecido na Terra, o Espírito Divino o animava.

    Não podemos conceber e com razão, que um espirito modelo da terra para os homens, tenha sido rebelde e ocioso.

    Como recomenda Allan Kardec, tudo deve passar pelo crivo da razão, vamos tomar cuidado com o que lemos, e sempre buscar pelo estudo, a verdade.

    • Oi Lucas, obrigada pela visita.
      Primeiro precisa ficar bem claro que este NÃO é um blog Espírita. Eu não sou Espírita, sou Umbandista. Já frequentei muitos centros espíritas Kardecistas, tenho muitos espíritas na família, já li muito livro espírita (bem mais de 200, com certeza), mas NÃO sou Espírita, sou UMBANDISTA.
      Dito isso, é importante frisar também que o livro “As Cartas de Cristo” também não é um livro espírita. É um livro inspirado, psicografado por uma médium católica, por sinal.
      Com tudo isso nos devidos lugares, eu devo também dizer que se você leu os primeiros capítulos do livro vai perceber que o espírito comunicante diz que se comprazia em nada fazer, em simplesmente entrar em contato com as pessoas simples, em viver a vida sem pensar no amanhã. Se você leu, também vai verificar que o espírito comunicante conta partes de sua infância e diz claramente que se rebelava com o Status Quo da época, onde Judeus e Fariseus viviam para defender suas maneiras próprias de ver a Deus, mas nenhum deles estendia a mão ao próximo.
      Isto em nada denigre a imagem de Jesus aos meus olhos e também em nada me diz que o espírito comunicante não seja alguém de alta estirpe espiritual. Aliás, se você for verificar as histórias de Buda, por exemplo, também perceberá que ele teve uma vida “mundana” pregressa ao seu “Ministério”, durante a qual foi o mais humano dos homens, tendo inclusive constituído família.
      O certo é que Allan Kardec deixou bem claro que O Livro dos Espíritos era somente o começo de sua pesquisa, e que deveríamos continuar pesquisando e contestando sempre… e quando foi mesmo que paramos de perguntar e questionar e passamos a nos basear somente no que já foi escrito?
      Vou te dizer que, atualmente, depois de muita leitura e pesquisa, nem sei mais se acredito nessa “figura” de Jesus que pintam todos os livros, inclusive o dos Kardecistas. Há indícios de que talvez ele nem mesmo tenha existido, uma vez que Hórus, por exemplo, o Deus Egípcio, tem basicamente a mesma história de vida que Jesus (clique aqui). Muitos pesquisadores sérios hoje em dia já defendem a tese de que Jesus é na verdade uma alegoria, uma cópia de várias mitologias misturadas e criadas por uma religião nascente criada por homens determinados a fazer valer o seu modo de ver as coisas.
      Em sendo assim, gostei de ler As Cartas de Cristo porque, seja lá quem for o espírito comunicante, O Jesus do qual falam as escrituras ou outro Jesus qualquer, pelo menos ele fez um esforço bem grande para desmistificar toda essa parafernália que os católicos criaram ao longo de séculos em torno de uma figura que sequer sabemos se existiu da maneira como nos contam.
      Ah! E a “verdade” é múltipla — ela muda conforme o ser evolui. Quanto mais uma consciência se expande, mais abrangente será sua verdade. Portanto, como gosta de dizer o Caboclo Pena Branca, “existem infinitas verdades por aí”. 😉
      Um abraço, e volte sempre!

  5. Oi Kim, adorei a sua opinião em relação à comparação do assunto as Cartas de Cristo com os dizeres do Livro dos Espiritos de A.K. !

  6. Oi, Kim, sou católica já li e reli o livro Cartas de Cristo várias vezes; também sinto que Jesus veio a este mundo para viver sob todas as condições humanas, porém trouxe sua missão atribuída antes do seu nascimento e a partir dos 30 anos, depois do seu batismo e os 40 dias no deserto passou a ter uma compreensão da existência que nenhum ser humano jamais teve. Isto deve ter vindo da fonte de energia criadora do universo. Abraço.

  7. Interessante como as pessoas acreditam em todo tipo de falácias sem fundamento, mas não dão valor à infalível e inerrante Palavra de Deus. Eu conheço o Deus em quem tenho crido, e lamento muito pela cegueira espiritual dos espíritas, que em sua maioria, são pessoas de bem.

    • Rodrigo, graças a Deus vivemos em um país onde a crença ainda é livre e podemos escolher no que e como acreditar. Não lamente a crença alheia, cultue a sua com fé e sinceridade e já está bom demais.
      E só para constar: eu não sou Espírita, embora não tenha absolutamente nada contra. Sou Umbandista.
      Axé!

  8. cada vez que se lê as cartas de cristo, mesmo que seja a mesma carta varias vezes se aprende mais, algumas pessoas preferem mistura-las com religião e não percebem os verdadeiros ensinamentos, afastem-se de todas as religiões e aproximem-se de Deus através dos ensinamentos de Jesus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s