As Cartas de Cristo – Parte 31

Carta 2 – Parte 13 – TUDO PROCEDE DO PAI QUE ESTÁ DENTRO DE VOCÊS

(clique para ler no site do STUM)

Acreditem em mim, os homens ricos e os líderes religiosos são fortes nas coisas da Terra e não querem desfazer tudo o que eles consideram seguro e eterno em suas tradições e práticas. Qualquer desvio estremeceria as estruturas de suas crenças e, portanto, de suas vidas. Então eles constroem defesas mentais contra o fluxo do Poder do “Pai”. Eles também adoecem e, à sua própria maneira, conhecem a miséria como aqueles que não têm nenhum conforto terreno. Não existe diferença entre aqueles que pouco têm e aqueles que tudo têm na vida. Tanto os ricos quanto os pobres adoecem da mesma forma, fazem inimigos e se encontram sozinhos.

Mas é enorme o potencial para que vocês ganhem mais do que os ricos e religiosos podem esperar ganhar em saúde, felicidade, companheirismo e realização no modo de vida que escolherem. E quando tudo estiver cumprido, vocês saberão que as oportunidades, a habilidade e a inspiração, tudo procede do “Pai” que está dentro de vocês. Saberão que nunca poderiam ter feito tais coisas se não tivessem pedido ao “Pai” que está em vocês para ajudá-los a utilizar todos os seus talentos, para colocar comida em abundância em suas despensas e roupas nos seus corpos e felicidade e uma boa vida para seus filhos.

Todas estas coisas o “Pai” fará por vocês, se assim o pedirem – se acreditarem – se souberem – e lembrarem sempre – que é a “Natureza do Pai” criar e então prover abundantemente para toda a Sua criação.

Assim como vocês não iriam deliberadamente privar seus filhos das coisas que eles precisam, assim o “Pai” nunca os privará propositadamente de tudo aquilo que necessitam para uma vida feliz. Se vocês são pobres é porque ainda não compreenderam a natureza do “Pai”, nem tampouco entenderam que devem trabalhar com o “Pai” para cobrir suas próprias necessidades. Devem aproveitar imediatamente as oportunidades divinas que lhes são apresentadas para ajudá-los a avançar.

Se eu pudesse mostrar e fazê-los ver e acreditar que, quando se lamentam, sua tristeza é conhecida do “Pai”! Se voltassem para o “Pai”e observassem o trabalho que o “Pai Amor” está fazendo para vocês, com o tempo sua tristeza se converteria em alegria e encontrariam consolo além de qualquer coisa que imaginassem possível.

Vocês são abençoados se estão famintos e com sede, porque o “Pai” conhece suas necessidades. Em breve estas necessidades seriam saciadas se parassem de se lamuriar e começassem a rezar para o “Pai” pedindo – acreditando que iriam receber.

Como podem acreditar que para comer e estar bem vestido é preciso primeiro ir ao Templo e oferecer um sacrifício queimando as próprias criaturas vivas do “Pai”, para que elas paguem por seus pecados? Não conseguem ver que os seres vivos que vocês queimam foram criados para desfrutar da vida, tanto quanto vocês? Eles foram criados para ser uma bênção e ser abençoados na Terra, assim como vocês, pois esta é a natureza do “Pai Amor” que se revela em Sua criação. Se lembrarem que “aquilo em que realmente se acredita” é aquilo que se recebe, não percebem que esta crença Judaica de sacrifício de seres vivos no Templo vai trazer apenas miséria?

Acreditem em castigo e castigo é o que receberão. Acreditem na morte e destruição como sendo o caminho certo para chegar a Deus e isso é o que experimentarão: matança e destruição.

Se estão com fome e com sede, é porque estão se afastando do “Pai” que habita em vocês. Ao se entregarem aos temíveis pensamentos, anseios e sentimentos de desesperança, vocês estão criando as mesmas condições que desejam corrigir. Estão fazendo todas estas coisas ruins contra si mesmos.

Por conseguinte, vocês são ainda mais bem-aventurados, quando estão com fome e sede de bondade e do contato com o “Pai” que habita em vocês, porque então certamente serão saciados uma centena de vezes.

Bem-aventurados são quando os atacam e roubam, porque quando permanecerem em perfeita confiança verão “Deus em ação” e a libertação acontecendo.

Bem-aventurados são quando estão envolvidos em conflito e ainda assim podem ser compassivos com o próximo e ser os pacificadores. Levam no coração o amor que vem do “Pai” e realmente são filhos do “Pai”.

Bem-aventurados são quando, mesmo sendo profundamente injustiçados, ainda assim podem perdoar e demonstrar misericórdia, abstendo-se de buscar justiça ou perseguir a quem os tenha insultado. Coloquem-se diretamente em sintonia com o amor que é “Deus-ativo-em-vocês” e da mesma forma serão poupados nos momentos de dificuldade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s