As Cartas de Cristo – Parte 43

Carta 3 – Parte 7 – ALCANÇAR O VERDADEIRO CONHECIMENTO

(clique para ler no site do STUM)

Mas agora relato em alguma medida a história de minha permanência na Terra, na Palestina, com a intenção de que você, meu leitor, comece a perceber e a compreender o conhecimento que me foi dado durante minha iluminação. Minha intenção é dar a você conhecimento. Saber algo de ouvir é o que se ouve de alguém, mas não se pode comprovar realmente que seja verdade. Conhecer é saber alguma coisa que foi dita – ou que você leu – e as novas informações tornam-se conhecimento porque o que você ouviu ou leu coincide logicamente e com realismo com todos os pedaços de conhecimento que você já tem e que pode compreender e crer de maneira realista e lógica. Você SABE que o que sabe é VERDADEIRO. Você tem um sentido de “convicção”.

Até agora, alguns de vocês tiveram fé em “Jesus Cristo”, mas se pareciam a crianças precoces. Sua fé foi em parte cega e obediente , porém entrelaçada a muita dúvida. Portanto, quaisquer que fossem as suas necessidades, dependiam de “Jesus” para que a obra se realizasse. Mas na realidade, muito do que vocês creem ter recebido diretamente de “Jesus” foi sua própria “fé em Jesus” que se tornou visível na forma das coisas pedidas.

Ainda que esta “fé” ingênua seja muito importante para seu bem-estar, aqueles de vocês que são capazes de avançar no caminho espiritual rumo à perfeição devem agora alcançar um nível mais profundo de verdadeiro conhecimento sobre a relação entre a mente e a “matéria”. Sem este alicerce, as pessoas continuarão se emaranhando em mitos religiosos e ficarão aprisionadas na miséria da condição humana.

Quando estava na Terra, eu disse a Verdade às pessoas, mas ela foi continuamente mal interpretada. O que eu realmente disse sobre a fé, foi isto:

— Vejam esta grande árvore. Cresceu desde a menor semente que se possa imaginar. Vejam o tronco enorme, os galhos e sua frondosa copa. Todo este enorme crescimento originou-se de uma pequena semente. Como aconteceu tal coisa? De onde vem toda a madeira da árvore e a frondosidade que a ornamenta? Isto não é tão milagroso quanto os milagres que eu realizo para vocês dia após dia? O crescimento desta árvore não é tão obra do “Pai” quanto a cura que recebem os enfermos? Pergunto: o que é uma semente? Vocês podem responder-me? Não, não podem. Mas vou dizer o que é.

É uma entidade diminuta de “conhecimento da consciência”. É o “conhecimento consciente” daquilo em que se transformará. É um fragmento de “consciência” retirado da “Consciência Criativa Divina”.

É um fragmento do poder da mente, procedente do “Poder Mental do Pai”… o qual, ao ser plantado na terra e regado pela chuva, começará a vestir a si mesmo com a “matéria” visível da qual possui o conhecimento no fundo de si mesmo. Este conhecimento é verdadeiro, é firme, é forte e sem desvios. Este autoconhecimento corporificado na semente é uma convicção da “consciência”. Todas as formas de vida surgem deste conhecimento unidirecionado de si – uma “convicção na consciência”. Esta “convicção na consciência” é o que separa a terra inanimada e as rochas de tudo o que vive e cresce sobre a face da Terra. Onde não existe “convicção da consciência” ou “conhecimento da identidade”, não há crescimento. A consciência dentro da terra e nas rochas permanece como “Consciência” em uma forma adormecida.

Portanto, se você pudesse crer no que pede tão poderosamente como a semente de mostarda conhece a sua própria identidade, poderia fazer qualquer coisa que quisesse.

Se você pudesse levar dentro de sua mente uma semente – o plano aperfeiçoado de seus objetivos mais profundos – e saber sem qualquer dúvida que ela pode crescer e chegar à perfeita realização, você poderia ver essa semente maravilhosa ganhar vida própria, que logo se manifestaria em sua vida.

E com toda certeza você poderia mover as montanhas de sua vida – essas montanhas que se colocam em seu caminho e o impedem de alcançar tudo o que você deseja… Montanhas que, em momentos de imprudência e de pensamentos mal elaborados , você criou para si mesmo.

Se compreendesse a criação e a existência, você poderia viver uma vida de total liberdade, realizações sem limites e alegria transcendente. Busque a compreensão e verá que, pouco a pouco, a compreensão virá em sua direção. Bata à porta do universo que dá acesso a “Deus” – o “Pai Consciência Universal” e finalmente você verá a porta se abrir e você terá acesso aos segredos do mundo.

Apenas creia e você receberá.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s