As Cartas de Cristo – Parte 45

Carta 3 – Parte 9 – LUZ: AMOR UNIVERSAL, VIDA, BELEZA, HARMONIA, VENTURA E ÊXTASE

(clique para ler no site do STUM)

Antes de continuar com esta narração de minha vida sobre a Terra, quero destacar novamente que tudo o que há no universo é um ESTADO DE CONSCIÊNCIA particular e individualizada tornada visível.

Tive que descer do meu atual ESTADO DE CONSCIÊNCIA DE AMOR UNIVERSAL para experimentar de novo minha vida na Terra, que continua impressa de maneira duradoura na energia da consciência do mundo em si, a qual remonta ao momento de sua criação. Você deve compreender que, quando deixei meu corpo na Palestina, deixei para trás tudo o que pertencia àquela vida. Tinha cumprido minha missão. Portanto, quando morri na cruz fui libertado, fui elevado em LUZ gloriosa para participar da LUZ, para ser a LUZ e para regozijar-me na LUZ, que é Amor Universal, Vida, Beleza, Harmonia, Ventura e Êxtase. MOVER-SE ENTRE DIFERENTES NÍVEIS DE “CONSCIÊNCIA” não é tarefa fácil ou agradável. É somente porque minha missão na Terra não ficou completa, quando morri na Palestina, que volto agora para ajudar você a preparar sua entrada na nova era, uma fase nova da existência individualizada na Terra.

Talvez você compreenda o que quero dizer com o “desconforto deste empreendimento”, se tentar recordar-se de alguma profunda tristeza que sentiu em sua vida e puder observar que sua reação atual possui quase o mesmo grau de tensão e estresse emocional da ocasião em que tal acontecimento se deu.

Refletir sobre algum sofrimento ou tristeza passada trará a você vontade de chorar. Você sentirá a depressão e a antiga angústia retornando ao reviver aquele momento em sua imaginação. Pode ser que você queira se afastar das pessoas porque sua “consciência” já desceu de seu estado anterior de equilíbrio feliz e de paz para experimentar, mais uma vez, as “vibrações e as formas da consciência inferior” que você criou no momento inicial de seu sofrimento.

A mudança de ânimo indica uma mudança em suas energias de consciência. Uma elevação das vibrações de consciência trará a você uma elevação mental, emocional e física e fará com que você se sinta feliz. Uma redução de suas energias de consciência rebaixará o funcionamento de todo o seu sistema e você sentirá que uma depressão se inicia – ou, ao menos, uma queda do otimismo que sentia anteriormente. Estou explicando um fato da existência.

Seu universo inteiro manifesta as diferentes frequências de vibração das partículas de energia da consciência. Ao moverem-se as frequências para cima ou para baixo, de um nível para outro, também as estruturas físicas e visíveis manifestam níveis de energias diferentes. Isso produz uma mudança nos padrões mentais e emocionais e da aparência.
Ao descer do meu estado de consciência para voltar a entrar nas condições de meus tempos na Terra, o que me move é tão somente meu amor pela humanidade
.

Faz dois mil anos que os “Cristãos” estão revivendo o trauma de minha crucificação. Alguns, inclusive, experimentaram o estigma, que nada mais é do que uma resposta emocional histérica e mórbida àquilo que acreditam que suportei. Essas pessoas se superexcitam até viverem picos emocionais próximos ao frenesi, imaginando a angústia dos meus sofrimentos antes de minha morte. Sua gratidão emocional pelo que suportei lança-os em um estado de estresse físico.

Isso está sendo escrito num dia de Sexta-Feira Santa e vim especialmente para falar acerca de minha crucificação. Vim para dizer que você deve abandonar todo o drama referente à recordação daquele dia. Morri – e isso foi, para mim, uma libertação maravilhosa.

Já é tempo de que as pessoas acordem de seu longo, longo sonho e compreendam a existência como ela realmente é – e a verdade a respeito de minha crucificação, a qual esteve oculta até este momento. Na Sexta-Feira Santa, ano após ano através dos séculos, pelo mundo todo, foi criado um “estado de ser de consciência” traumática e contaminada. Este estado está tão longe da dimensão espiritual da CONSCIÊNCIA CRIATIVA UNIVERSAL quanto o inferno está distante do céu.

Agora escolhi reviver minha vida sobre a Terra no personagem de “Jesus” através da mente de alguém que recebe minhas palavras. Isto tem como finalidade ajudar o mundo a avançar rumo a uma nova fase de desenvolvimento espiritual/mental. Por isso, peço àqueles que possam receber minhas palavras que abandonem esta prática de recordar minha morte e de exercitar a “abnegação” física durante o jejum da quaresma para recordar meus quarenta dias no deserto. Como você pode perceber pelo que digo, meus dias no deserto foram de grande felicidade e bem-aventurança espiritual.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s