Carta a meu Pai

Pai, me ajuda…

Eu errei.

 

Tentei conter os impulsos

E não consegui.

 

A raiva me tomou

E eu sucumbi.

 

Senti-me atacada em meus valores

E meu ego reagiu.

 

Ao invés de aquietar a mente e aprender com a situação,

Eu ataquei.

 

Revidei.

Não mantive a Ordem em meu íntimo…

 

As palavras que eu disse, então, ao invés de fazerem bem

Fizeram mal.

 

E como não há modo de engoli-las de volta,

Estão por aí, a me assombrar.

 

Me arrependo não pelo que disse Pai, pois sei que expressei a minha verdade e justiça,

Segundo a moral que, penso, recebo de Ti…

Mas me arrependo pela maneira com que o fiz.

 

Me entristeço por perceber que, depois de tanto estudo, de tanto erro analisado,

Mais uma vez errei no momento em que tinha tudo para calar…

Tudo para contribuir…

Tudo para ajudar…

Tudo para crescer.

 

Então, Pai… silencia a consciência que me aponta o dedo,

Dai-me uma vez mais a chance de acertar.

 

Permite que o pranto lave a vergonha do meu erro para contigo, que é parte de minha centelha,

E ajuda-me a avançar.

 

Porque, embora não tenha ainda me livrado do ego, Pai

Eu o reconheço.

Sei de suas arbitrariedades… de suas manhas.

 

Mas como ele também é parte de mim, devo educá-lo.

 

Devo aprender a impassibilidade dos monges que sabem a hora de calar…

E a hora de desembainhar a espada.

 

Devo lembrar-me de que a mágoa só me atinge porque permito que ela entre,

E então rebato a miséria do meu emocional com o ato que não tem volta.

 

Perdão, Pai.

Um dia, acertarei.

Até lá… perdoa. E me ajuda a perdoar-me.

Anúncios

5 pensamentos sobre “Carta a meu Pai

  1. Excelente texto,haja vista que,por mais idosos,maduros ou conhecedores de espiritualidade que achamos que somos,nosso ego inferior é sempre egoísta,orgulhoso,soberbo,autocrático,personalista – nada contra,amemos nosso ego,que é o ancoradouro de nosso EU maior nesta terceira dimensão – mas procuremos,sim,harmonizar as forças do ego terreno e de nosso Eu eterno – agindo com a sabedoria dos verdadeiros Guerreiros de Luz,bem como com o entendimento dos senhores Guardiães da Lei Maior que,nas trevas e sombras,fazem o que precisa ser feito,com efeito e bem feito – não por egotismo néscio,mas como agentes da Lei Perfeita.

  2. Olá, gostei da oração pedindo perdão ao pai celestial. Estou em um momento muito confuso em minha vida e vou orar para que supere esse momento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s