As Cartas de Cristo – Parte 67

Carta 5 – Parte 4 – CONHECER FINALMENTE A VERDADE DO SER

(clique para ler no site do STUM)

Aqui lembro a você que, quando eu vivia na Terra, todos os dias dizia aos Judeus, com muita clareza, que: “por mim mesmo, não posso fazer nada”. Continuamente declarava que “é o Pai quem faz o trabalho, não eu”.

Eu vim neste tempo para capacitar você a fazer a sua transição de uma consciência humana presa à Terra para uma consciência de iluminação, quando a pessoa sabe que finalmente conhece a Verdade do Ser.

Sem dúvida, a pessoa que é profundamente religiosa, permanentemente doutrinada com o dogma religioso e a teologia – Judia, Cristã, Muçulmana, Hinduísta ou qualquer outra crença religiosa, encontrará dificuldade, – inclusive dolorosa – a princípio, para aceitar e fazer bom uso destas Cartas, pois uma mente condicionada e programada é como concreto. As crenças entranhadas e usadas como talismãs, apoio emocional e como afirmações para dar força em momentos de crise – são emocionalmente gravadas no subconsciente. Normalmente elas incorporam um temor de “ofender a Deus”, ao contemplar e avançar para uma Verdade mais elevada. A menos que haja um anseio sincero de conhecer a VERDADE do SER para além das crenças tradicionais, estes padrões mentais tornam-se quase impossíveis de aniquilar na mente e nas emoções e bloqueiam o verdadeiro progresso espiritual.

Vim expressamente para ajudar àqueles que têm vontade de mover-se para além destas barreiras em direção à iluminação verdadeira. Portanto, se você sente intuitivamente que as palavras nestas páginas são a VERDADE e sente-se atraído por elas, tenha confiança de que está pronto para começar o caminho espiritual que se esboça nestas Cartas. Eu estou à disposição para dar a você a coragem para seguir adiante até alcançar a meta, – a verdadeira iluminação espiritual, a renovação da vida, a força de vontade e a descoberta do que eu chamei de o “Reino dos Céus”.

Diariamente, a oração e a meditação sinceras permitirão a você alcançar a purificação mental, e, gradualmente, a VERDADE e a COMPREENSÃO substituirão os antigos mitos que foram tão importantes para você algum dia.

Antes de começar os ensinamentos que se seguirão, Eu, o CRISTO, tenho que lembrá-lo de que seu universo não é sólido. Como provavelmente você já sabe, de acordo com os seus cientistas, a “matéria” sólida, a substância visível do mundo, é de fato composta de partículas de energia.
A VERDADE do SER de sua dimensão terrena repousa sobre esta realidade fundamental da criação. Para compreender meus ensinamentos referentes à Verdade do Ser é necessário captar esse “aparente vazio” fundamental, subjacente a todo o seu mundo criado.

A maioria de vocês conhece esse fato da existência de maneira intelectual, mas isso não foi ainda nem remotamente filtrado pela sua consciência para dar a vocês uma nova perspectiva do mundo e da existência em si mesma. Como vem fazendo há milênios, vocês continuam pensando que o seu mundo é sólido e que as condições do corpo e de todo fenômeno externo estão fora de seu controle. Vocês acreditam que são vítimas da existência e suas vidas diárias refletem esta crença. Entretanto, a verdade é o contrário. Portanto, é absolutamente necessário eu retornar para ajudá-los a avançar em direção a uma percepção mais elevada da Verdade.

Como disse na Carta 1, depois da iluminação no deserto, eu voltei ao meu mundo de cidades e vilas da Palestina e imediatamente comecei a controlar os “elementos da matéria”, nos lugares onde vi a necessidade de ajudar àqueles que estavam em privação ou sofrimento.

Vim para mostrar a vocês exatamente por que eu pude fazê-lo.

Como revelei na Carta 1, durante o tempo em que recebi plena iluminação no deserto me foi mostrado que a “matéria” não era realmente sólida. Não me foi dado entender exatamente como as partículas elétricas, que chamei de “cintilar de partículas”, tomavam a aparência de “matéria” visível. Eu sabia simplesmente que estas “partículas” se moviam em altas frequências de velocidade no interior da “MENTE DE DEUS”, e que a “MENTE DE DEUS” era universal.

Eu percebi que a “MENTE DE DEUS” era tanto o criador – como a substância – de todas as coisas na Criação em si. Disso, eu estava absolutamente seguro.

Também “vi” muito claramente que o pensamento humano, quando carregado de convicção ou emoção, afetava radicalmente esse processo de materialização de formas visíveis.

Portanto, a mente humana podia interferir – e de fato fazia isso – na verdadeira intenção da “MENTE DE DEUS”.

Esta foi uma compreensão emocionante e entusiasmante, pois percebi que os mitos que os rabinos Judeus me ensinaram eram claramente falsos, e imediatamente os eliminei de minha mente. Abracei a verdade com entusiasmo, pois compreendi porque as pessoas experimentavam a miséria e o sofrimento. Isso emanava de seus próprios processos de pensamento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s