As Cartas de Cristo – Parte 77

Carta 5 – Parte 14 – OS IMPULSOS PAI/MÃE COMO BASE DA VIDA

(clique no site do STUM)

A criação é o produto dos IMPULSOS PRIMÁRIOS funcionando de maneira individual e em conjunto – causando impressões um sobre o outro, satisfazendo necessidades inerentes gravadas na consciência. Essas necessidades são, de início, as de aumentar e experimentar a autoexpressão, levando em seguida a uma maior separação, para restaurar um sentido de segurança interna e de conforto – e ser reunido na harmonia da CONSCIÊNCIA UNIVERSAL. Dessa força impulsora para uma harmonia reunida do ser, veio o impulso masculino-feminino de reunião para recuperar a bem-aventurança que está oculta na consciência da alma.

Você poderia fazer uma analogia do parágrafo anterior com o hábito dos pais de saírem para trabalhar de manhã e voltarem esperançosamente à noite para o conforto e reunião familiar, onde eles repõem as forças para aventurarem-se a sair novamente na manhã seguinte e enfrentar o mundo.

Portanto, o processo de criação da AUTOEXPRESSÃO UNIVERSAL, levou bilhões de anos no tempo para cumprir-se.

Depois do Big Bang, o Processo Criativo Pai – Mãe dividiu-se em duas energias diferentes que continuamente trabalharam separadas e em conjunto, independentes mas mutuamente retidas, para funcionarem juntas, tendo características ou “naturezas” individuais – e diferentes funções. Portanto, a sua carga de trabalho foi/é diferente, ainda que indivisível.

Você já sabe, e por um processo de meditação deve ter entendido plenamente, qual a “natureza” do ”Pai” e da ”Mãe” no equilíbrio da Dimensão Universal. Brevemente, a “natureza” do “Pai” é a de ser ativo, criativo e de realizar a obra da criatividade. Também é uma condição do “Eu original” e da existência individualizada. Todo ser vivo, desde uma bactéria até um hipopótamo, tem um forte sentido de “Eu original” e a necessidade de protegê-lo.

A “natureza” da “Mãe” é a de dar forma ao “plano” da consciência elétrica iniciado pelo “Pai Inteligência” unindo as partículas elétricas.

A consciência “Pai” e “Mãe” – os IMPULSOS PRIMÁRIOS – estão ambos em equilíbrio – e são da NATUREZA da DIMENSÃO UNIVERSAL e, consequentemente, quando eles criam a forma individual, levam ao final a obra da NATUREZA da DIMENSÃO UNIVERSAL. Esta é: Crescimento – Prover alimento e nutrição – Cura – Proteção – Satisfação das necessidades em um sistema coerente de Lei e Ordem… SOBREVIVÊNCIA.

As energias de CONSCIÊNCIA “Pai” e “Mãe” são IMPULSOS, ambos retidos na DIMENSÃO UNIVERSAL e, quando são liberados do equilíbrio, realizam poderosamente a obra da criação. Além disso, considere a magnitude de sua obra na criação por todo o mundo. Os impulsos “Pai/Mãe” impulsionam cada nível de criação desde a formação dos elementos, a molécula e a célula viva – até o magnífico mamute. Eles também trabalham instintivamente dentro dos pais, impulsionando-os a unirem-se, conceberem, carregarem e criarem a sua prole.

Alguns pais se ausentam depois do nascimento de seus descendentes, sejam eles ovos, filhotes ou seres humanos. Estes são os pais cujo sentido de “Eu original” é maior que seu instinto inato de paternidade.

É neste ponto que você deve se tornar plenamente consciente do significado de IMPULSO.

Pode ser que você ache que esta é “uma forma de criatividade muito nebulosa”. Porém se refletir durante algum tempo, talvez se dê conta, no final, de que nenhum ser humano, animal ou inseto, nem mesmo uma planta, empreende alguma atividade na dimensão material sem uma pressão interior da “consciência” – a qual é o “impulso” . Este pode ser o de virar-se para o Sol, correr, comer, trabalhar, dormir, fazer compras, ter um filho. Sempre o “impulso” precede a atividade – inclusive a de piscar os olhos.

E mais, não há nenhum impulso que inicie uma atividade que não esteja dirigida por algum propósito. As plantas giram as flores e as folhas para captar os raios do Sol necessários ao seu crescimento, as pessoas correm para manter a forma, comem para satisfazer a fome, trabalham para ganhar a vida, dormem para escapar das tensões e recarregar as suas energias, vão às compras para se suprir de alimentos – tudo direcionado para a sobrevivência e o conforto pessoal.

Então, os IMPULSOS são a REALIDADE por trás e dentro da criação.

Se toda a matéria voltasse a sua forma original de partículas elétricas, os Impulsos Universais ficariam intactos e no final dariam forma a outra criação. Os IMPULSOS são para sempre. Entretanto, as partículas elétricas na “matéria” viva estão aqui hoje e amanhã terão desaparecido – mas a alma continua.

Você pensa com os impulsos elétricos no cérebro. Você sente com os impulsos magnéticos em seu sistema nervoso. Estes últimos centram e unificam os impulsos elétricos em um todo unificado. Sem a “ligação magnética” em seu sistema você seria apenas movimento sem conhecimento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s