Reencarnação, por Pena Branca

mind

Tudo na criação tem propósito e sentido. Engana-se aquele que pensa que espírito encarna só para “pagar carma”.

Um dos principais motivos pelos quais o espírito toma um corpo de carne é que existem certas situações, certas energias, que só podem ser transmutadas através do corpo de carne, numa vida material. A simbiose entre os 7 corpos torna-se muito importante quando o espírito sofre um trauma em vida pregressa, ou mesmo em seu período entre vidas. Os elementos constituintes da matéria neste planeta auxiliam, e muito, o espírito a recompor-se e encontrar seu caminho reto quando de volta à espiritualidade.

As forças que regem as leis físicas e químicas transmutam, paulatinamente, as energias nocivas geradas pelo mental em desequilíbrio. O novo corpo, de preferência gerado em seio amoroso e responsável, molda em nova roupagem para a personalidade antes “torta” e desequilibrada. As regras sociais de convivência estabelecidas na região onde o ser encarna são providentes no auxílio à transmutação de seu caráter, e as energias animadoras do período infanto-juvenil, regidas principalmente pelo trono do amor e da renovação, fazem com que o espírito se encha de novas esperanças, curando traumas e desgostos passados.

Se, no entanto, pais e demais familiares falham por não conseguirem estabelecer um mínimo do modelo “desejável” de conduta e retidão de caráter, então muito daquela encarnação estará comprometida. Por isso, deve o ser encarnado, e já adulto, sempre observar-se – que mazelas trago de minha infância? Que condutas, repetidas durante minha infância, eu agora repito sem nem mesmo perceber? Quais situações meus pais e familiares enfrentaram, e eu agora pareço também repetir, talvez em outro cenário, mas com a mesma base de comportamento?

Eu, Pena Branca, vos digo tudo isso para ilustrar a vocês que não é só o corpo e o espírito que necessitam de cuidados: a mente do ser encarnado é um cadinho de experiências, muitas vezes enterradas no mais profundo da inconsciência, mas ainda assim determinantes e condicionantes de muitos de seus comportamentos, doenças, infortúnios e desencontros na carne.

Procurem ajuda. Investiguem e avaliem suas condutas psicológicas e morais. Prestem atenção às próprias reações e desejos de vida.

Não há, neste Universo, um só Guardião, à esquerda ou à direita, que possa auxiliar um ser cujos traumas não foram trazidos à tona e transmutados por ele próprio. Por fim, deixo com todos as palavras sensatas de nosso Irmão Maior: “Conhece a verdade e a Verdade o libertará”. Neste caso, a Verdade está dentro de vós, no mais íntimo de seus sentimentos e pensamentos. Somente aqueles que tomarem conhecimento de si e cuidarem de si com desvelo, hão de livrar-se da carne, libertando-se para a Vida Eterna.

Eu Sou Pena Branca, a mando do Pai do Conhecimento e da Fé.

Okê Arô!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s