Lei da Atração

Um amigo perguntou: “Pensamento positivo traz coisas boas e tal… mas e se, perante a Lei Maior, você não seja merecedor e tenha carma pendurado para cumprir? Como fica?”. E eu emiti a pergunta mentalmente, pedindo uma explicação que auxiliasse não só ao meu amigo, mas também a todos nós. A resposta veio, quase toda em imagens (imagine uma apresentação PowerPoint em 3D e alta resolução… é, então, foi mais ou menos assim), e ao fundo a voz melodiosa do Mentor que eu nunca me canso de ouvir.

Infelizmente eu sou falha, e não psicografo de maneira inconsciente. Então, o texto a seguir é uma explicação acanhada de tudo aquilo que o Mestre me disse e mostrou. Agradeço a ele, uma vez mais, a paciência e confiança.

atração

Vocês encaram a vida em compartimentos – vida física, material; vida espiritual, religiosa. Mas, na realidade, esta separação inexiste. E para que se compreenda, realmente, o que vou relatar aqui, é preciso que se tenha um mínimo de conhecimento de Física, Matemática, Química, Biologia… sem isso, é impossível compreender os mecanismos que regem a Vida Espiritual neste planeta.

Muito se fala sobre Carma. Sobre “merecimento”. Quando na verdade vocês deveriam conversar sobre energia, atração e repulsão, eletromagnetismo. Sim, porque são estas as Leis por trás do Carma. Da mesma maneira que os polos positivos de dois ímãs não conseguem se unir, uma vez que o eletromagnetismo de ambos são repulsores, da mesma maneira é impossível para a mente em desequilíbrio atrair para si a prosperidade, as boas companhias, o “carma” bom.

Não é uma questão de punição, é uma questão eletromagnética da qual a Vida se utiliza com maestria para ensinar a todos nós que somente alterando padrões vibratórios interiores poderemos realmente ser Mestres de nossas vidas, de nosso Carma.

E nesse jogo eletromagnético existem dois tipos de seres – aqueles que dormem, e portanto não têm a mínima ideia de que tais leis existam e continuam gerando de si energias em desequilíbrio, atraindo desgraças e mais desgraças até que uma “chave” qualquer desperta suas consciências. Na maioria das vezes esta chave é um trauma agudo, uma perda terrível, uma dor insuportável.

O problema é que esse tipo de despertar gera o segundo tipo de ser, aquele que está desperto, têm consciência da Lei Maior, mas ainda assim não consegue livrar-se do sofrimento. Um exemplo clássico é o ser que acordou, despertou para as verdades eternas através do choque da necessidade material, onde faltava de tudo, do vestir ao comer. Numa próxima existência este ser vem ao mundo numa boa família onde nada lhe falta. Ele estuda, trabalha, constitui família, mas está sempre às voltas com a falta de recursos, num stress constante, numa luta que o faz “matar um leão por dia”. Este ser não está “pagando carma”, ele só está vibrando na frequência de dor em que viveu tantos anos, uma frequência que, apesar da boa vida atual, apesar da família que teve, apesar dos estudos, enfim, ele não foi capaz de alterar. É o padrão vibratório mental deste ser, através dos traumas guardados em sua subconsciência, que continuam atraindo as situações de stress e necessidade em sua existência atual.

Muitas vezes, diria que na maioria delas, vocês precisam descortinar essas experiências anteriores sob a luz da psicanálise, destravando traumas e, assim, mudando a frequência vibratória emitida em suas vidas atuais. Aprender, evoluir, significa exatamente isto: TOMAR CONSCIÊNCIA. E se um ser permite ter sua vida toda atrapalhada por padrões vibratórios que ele gera de si e nem mesmo toma conhecimento, isso quer dizer que ele não despertou, não aprendeu, não evoluiu, não pode ser responsável por si, uma vez que não se CONHECE VERDADEIRAMENTE.

O carma rege a família onde você nasce, as pessoas com quem você interage, algumas vezes as doenças físicas que você terá, porque tudo isso vem programado no seu DNA espiritual, é como um programa de computador, ele está programado para ajudar você na sua evolução, no seu aprendizado. No entanto, os traumas escondidos em sua inconsciência são como um vírus que atrapalha o programa central, desperdiça seu tempo, e atrasa sua evolução. Some-se a isso o fato de que este “programa” é altamente sensível e responde a palavras e sentimentos como ninguém – então se você ouviu muito de seus pais que a vida era difícil, que trabalhar é ruim, que nasceu pobre vai morrer pobre, etc, etc, etc… tenha a certeza de que tudo isso ficou impresso em seu programa inicial e há de interferir enormemente em suas habilidades e capacidades futuras.

Por isso o Grande Mestre dizia a todos que deveriam Orar e Vigiar. Porque tudo é energia, e todo pensamento emitido, toda palavra dita, todo sentimento vibrado, altera sua composição genética espiritual, seu programa de vida se altera e você acaba carregando consigo um monte de “lixo” que não estava programado para você inicialmente, mas que você continua gerando de si todos os dias.

Conhecer-se a si mesmo é a chave para uma vida melhor. Mas para isso é preciso ter coragem, é preciso investigar, olhar para si despido do ego, apontar seus defeitos, identificá-los e… MUDAR. A Vida nos quer atuantes, capazes, despertos… para a Vida quanto menos seres “pagando carma”, melhor. Então a Vida há de facilitar todas as suas experiências, há de dotar você de todos os recursos possíveis… só que ela só pode fazer isso dentro da sua capacidade de atração, dentro daquilo que a sua energia, o seu eletromagnetismo, a sua consciência, emite.

Ao contrário do ímã, na Vida, polos positivos se atraem… e negativos também. Lembrem-se disso. Fiquem em paz.

Adonai.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Lei da Atração

  1. Sarah,este é um dos mais belos,verdadeiros e elucidativos textos que já li,acerca deste tema,tão sério quanto profundo. Em meus livros – Priorize Organize Realize Você sua Felicidade – elaboro considerações espiritualistas holísticas,a partir dos ensinamentos de Joseph Murphy,em seu maravilhoso livro Telepsiquismo – é exatamente como esta também extraordinária mensagem afirma,digo sempre,somos o sujeito,e não o objeto de nosso destino,e o que chamamos karma não é o chicote que nos vergasta,e sim,o fio condutor de todas as nossas experiências evolutivas. Na condição de viajantes da Evolução,filhos do Infinito e herdeiros da Eternidade,temos o poder – e,consciencialmente,o dever,também – de sempre trabalharmos para nosso melhor,priorizando a nós mesmos,até porque,só podemos doar,ajudar,amparar e auxiliar a quem quer que seja,caso estejamos inteiramente bem,em nós mesmos considerados. E é verdade,a Vida é como um tecido inconsútil,sem divisões,sem compartimentos,tal que,caso saibamos ter e manter um bom padrão mental/emocional,iremos,necessariamente – e naturalmente – transmutando aspectos eventualmente negativos em nosso dia a dia,atraindo mais e mais coisas boas,e isso,no físico,no hiperfísico astral/mental e no metafísico espiritual kósmico. É todo um maravilhoso,mirífico processo de ascese consciencial e purificação vivencial que passamos a realizar,compreendendo isso tudo. Digo mesmo – e escrevi,também, de forma sensitiva inspirada,a respeito – que a Vida Eternamente Viva é o sólido holométrico,formado pelas coordenadas Hiperespaço,Kosmoconsciência,Kosmosofia. A coletividade terráquea,como um todo,um dia,ainda que ainda demore,atingirá tal nível de entendimento.Busquemos sempre Luz e Evolução!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s